A agricultura é uma das principais forças econômicas do país. Com as constantes evoluções de tecnologia que o mercado vem tendo contato, é normal que ele passe por uma transformação digital, assim como outras esferas de negócios estão enfrentando ao longo da última década. Dentro deste cenário, surge o conceito de agricultura de precisão, que tem como foco reduzir impactos e potencializar resultados positivos.

A ideia por trás da agricultura de precisão é aproveitar os avanços tecnológicos e direcioná-los para o campo, viabilizando projetos e reduzindo os riscos do agricultor em suas culturas. As inovações também permitem que agricultores reduzam seus custos de produção a longo prazo.

Conheça 3 inovações tecnológicas que estão sendo utilizadas pela agricultura

Tecnologias de geolocalização e drones

As tecnologias de geolocalização, ou de GPS como são popularmente conhecidas, são o primeiro aspecto importante de inovação a ser utilizada no campo. Por meio do Sistema de Posicionamento Global, sigla em português pra GPS, foi possível trazer um melhor mapeamento de lavouras.

Porém, o principal ganho da inserção das tecnologias de geolocalização nas lavouras está na possibilidade de utilizar máquinas não tripuladas para os serviços. O maquinário apresenta interface digital que se comunica com o sistema de satélites do GPS, podendo desempenhar suas funções normalmente, sem a necessidade de interação humana para guiá-las. Todo o acompanhamento das atividades pode ser feito pelo agricultor, ou por algum colaborador, por meio do computador ou smartphone.

Outra tecnologia que se apresenta como aliada na mobilidade são os drones, pequenas aeronaves não tripuladas que podem ser controladas pelo telefone celular. Eles ajudam a monitorar a plantação em tempo real, já que podem ser equipados com câmeras e sensores capazes de detectar problemas, como pragas, de forma muito rápida e eficiente.

Sensores

Conforme o tamanho de uma plantação, e a quantidade de culturas ali trabalhadas, monitorar o estado natural dos produtos torna-se um desafio. Neste cenário, surgem os sensores capazes de analisar o ambiente da plantação e determinar potenciais déficits ou excessos que venham a colocar em risco a produção.

Todas as informações geradas por estes sensores podem ser transmitidas para um sistema central, que é facilmente acessado através de computador ou telefone celular. Assim, o agricultor tem total controle de sua plantação direto na palma da mão. Além disso, os dados podem ser armazenados e utilizados para projeções futuras ou para evitar que problemas se repitam.

Análise de dados

Muito se fala em Big Data e em como os dados são a maior fonte de riqueza do mercado atualmente. Isso também se aplica a agricultura. Todos os sensores de uma plantação, bem como drones e demais equipamentos estão, constantemente, colhendo informações atualizadas. Eles fornecem dados diários sobre a situação do solo, ar, água, plantas e demais culturas envolvidas em seu negócio.

Com os avanços tecnológicos, tais dados são mais facilmente processos e analisados, rendendo respostas mais rápidas e precisas, para que os agricultores possam tomar decisões mais inteligentes para o negócio, além de reduzir impactos por causas naturais.

Se você ficou curioso sobre estas e outras inovações tecnológicas para o agronegócio acesse nossa galeria de produtos e entre em contato conosco.