O que é a Internet das Coisas?

A Internet das Coisas, também conhecida como IoT (Internet of Things) é um dos conceitos que mais pode revolucionar o mundo. A ideia é que em algum tempo, praticamente qualquer objeto estará conectado à internet, com a possibilidade de enviar e receber informações, e processá-las em tempo real. Graças à evolução do processamento computacional, do poder cada vez maior das redes e da capacidade analisar um volume alto de dados, esta ideia não ficará apenas no papel.

Na agricultura, os efeitos já começam a ser vistos. O conceito da “smart farm”, a “fazenda inteligente”, dá muito mais poder aos produtores de conseguirem controlar melhor o seu negócio.

As Agrotechs são empresas que surgem exatamente com o objetivo de desenvolver soluções para o agronegócio, usando a tecnologia como ponto de partida.

Por isso, as aplicações também já começam a aparecer.

A agricultura de precisão

Esta já é uma das aplicações da Internet das Coisas mais famosas no agronegócio. Este conceito surgiu a partir do uso de insumos que permitem que todo o processo, seja de criação de animais ou de plantio, seja o mais próximo do perfeito quanto possível.

Porém, para que isso de fato ocorra, é preciso de informação. E é aí que entra a Internet das Coisas. São usados sensores, espalhados pela plantação ou nos próprios equipamentos, que trazem informação para os produtores. E como praticamente todos tem um smartphone, este controle pode ser feito na palma da mão, literalmente.

Um exemplo é o controle de umidade do solo, por meio de sondas que ajudam a otimizar o volume de água para a plantação de determinado produto. Impensável há algum tempo, a tecnologia permite estas e outras soluções mais facilmente.

Outros exemplos da IoT na agricultura

Os exemplos não se limitam a isso, podendo extrapolar o que é feito na agricultura. Os drones, para citar uma solução, são usados para inúmeras funcionalidades dentro deste setor. Eles podem garantir a saúde de uma grande área de plantação, ajudar na irrigação, no plantio e na análise geral do campo. Graças a imagens em alta resolução e ao GPS, é possível coletar dados precisos em tempo real.

Se você cria animais, a IoT também pode ajudar. Implementar um chip no animal, ou alguma outra forma de identificação, permite encontrá-lo, caso ele se perca, através do GPS. Mas a tecnologia é muito mais poderosa do que isso, podendo medir a sua temperatura e outras informações que ajudam na sua qualidade de vida. Você pode identificar animais doentes mais cedo, evitando que a doença se espalhe e aumentando a efetividade do tratamento.

Enfim, as aplicações da Internet das Coisas são praticamente infinitas. E com a população mundial se aproximando dos 9 bilhões, em alguns anos, também são extremamente necessárias.

Quer conhecer mais sobre o assunto? Então, acesse o nosso site e confira os produtos. E, se tiver alguma dúvida, entre em contato conosco por telefone ou pelo formulário.